segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Cruzeiro: a página apagada da história de Ronaldo

Ronaldo Nazário de Lima teve infância humilde. Começou sua carreira jogando nas categorias de base do São Cristóvão, mas logo foi comprado pelo ex-jogador Jairzinho, que repassou para o Cruzeiro.



No Cruzeiro, começa o início da carreira vitoriosa de Ronaldo. Aos 16 anos, ele fez sua estréia no time profissional no Campeonato Brasileiro de 1993. Seu primeiro gol no time de cima, foi em um amistoso contra o Belenenses de Portugal. Após a excursão, Ronaldo começou a atrair olhares de vários clubes. Primeira sondagem foi da Inter de Milão, recusada mesmo com proposta de 500 mil dólares.

Em 1993, Ronaldo foi destaque, marcou 12 gols no torneio nacional em 14 partidas. Um jogo que todos os cruzeirenses têm na memória é a goleada do time celeste sobre o Bahia, 6x0. O franzino Ronaldo fez cinco gols nessa partida, sendo que um foi inusitado. Assista abaixo:



Ainda naquele ano, Ronaldo foi o artilheiro da Supercopa da Libertadores com 8 gols. Destaque no Cruzeiro, o atacante foi convocado para a Seleção Brasileira sub 17. O ano de 1993 terminou com o passe valendo 10 milhões de dólares.

1994 também começou muito bem para Ronaldo. Foi artilheiro do Campeonato Mineiro com marca expressiva de 22 gols. O jogador foi transferido para o PSV da Holanda, por 6 milhões de dólares. No Cruzeiro, o jogador fez 46 partidas, marcando 44 gols, quase à média de um por partida.

Esse foi o resumo da história do Ronaldo com a camisa do Cruzeiro.

Ronaldo com a faixa de campeão mineiro de 1994

As boas atuações e dezenas de gols feitos pelo Cruzeiro credenciou Ronaldo a ser convocado para a Copa do Mundo de 1994.

Na entrevista que deu semana passada anunciando a sua aposentadoria, Ronaldo agradeceu a todos os jogadores que atuaram com ele, agradeceu ao Corinthians por ter aberto a porta para a sua volta, a todos os times da carreira, agradeceu também aos patrocinadores. Ele poderia ter ressaltado o Cruzeiro, primeiro time da carreira.

Agora me pergunto, porque ele nunca cita o nome do time que deu a primeira oportunidade? Porque a página do Cruzeiro na carreira de Ronaldo é apagada? Perguntas sem respostas.


E você, leitor, o que acha da indiferença do Cruzeiro na vida de Ronaldo?

4 comentários:

Anônimo disse...

Ronaldo, ralava muito e ganhava pouco, e como naquela época o cruzeiro não investia na base, os jogadores medalhões recebiam um salário alto, enquanto ronaldo goleador nato e mito do futebol ganhava uma merreca, que ele mesmo disse publicamente em tv aberta no programa do faustão "no cruzeiro soh dava para a comida"... foi falha da diretoria nao ter feito o que santos fez com neymar hoje, mas fazer o que... aqueles tempos eram outros

Gabriel Tramarin disse...

Realmente há afinal foi o 1º clube que ele se consagrou de verdade.E o novo layout ficou muito bom o novo layout André.

Abraços !

http://saopauloblognews.blogspot.com

Anônimo disse...

pq e um otario filho da puta .e ainda vem conversa fiado que passou fome o cara comia barro no rio e que tira o cruzeiro fika esperto o leitao

melo Henrique disse...

ingrato,o que seria do Ronaldo se não fosse o Cruzeiro

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More